quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Biodiversidade teria diminuído em 20 % no mundo sem medidas de conservação


Um quinto das espécies estão em risco de extinção em todo o mundo. No entanto, a situação seria pior se não fossem para os actuais esforços de conservação global, de acordo com um estudo lançado na 10 ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, em Nagoya, no Japão.
O estudo envolveu 174 autores, de 115 instituições e 38 países, mas só foi possível graças ao contributo voluntário de 3000 cientistas, sob os auspícios da União Internacional para a Conservação da Natureza e de entidades como a BirdLife International, Botanic Gardens Conservation International, entre outros.
Embora confirme relatos anteriores de prejuízos contínuos vertificados na biodiversidade, este é o primeiro estudo a apresentar provas inequívocas do impacto positivo dos esforços de conservação em todo o mundo. Os resultados mostram que o estado da biodiversidade teria diminuído em pelo menos mais 20 por cento se as acções de conservação não tivessem sido tomadas.
O estudo, que será publicado na revista Science, usou dados das 25 mil espécies da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, para analisar o estado de vertebrados do mundo (mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes) e como este estatuto mudou ao longo do tempo. Os resultados mostram que, em média, 50 espécies de mamíferos, aves e anfíbios estão mais perto da extinção a cada ano, devido aos impactos da expansão agrícola, indústria madeireira, sobre exploração, e espécies exóticas invasoras. 

http://www.destakes.com/redir/ddaef6e038c8977efbb8084c6fa9a55a
http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_ptUuW5iOfSA/S8WWPk5GSfI/AAAAAAAAABI/eASXzp5PZlU/s1600/PANDINO.jpg&imgrefurl=http://carolineserradeagua.blogspot.com/&usg=__KxqMjYf7iSh5_JC7QWPves65yHc=&h=500&w=400&sz=27&hl=pt-pt&start=0&zoom=1&tbnid=Ql4a-znznWT9MM:&tbnh=119&tbnw=105&prev=/images%3Fq%3Despecies%2Bem%2Bvias%2Bde%2Bextin%25C3%25A7ao%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1024%26bih%3D542%26tbs%3Disch:1&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=128&vpy=91&dur=271&hovh=220&hovw=176&tx=114&ty=149&ei=upHITMqyA5e8jAei4KFh&oei=qpHITMm6PI6UjAf5iJ3oDw&esq=4&page=1&ndsp=18&ved=1t:429,r:0,s:0
Catarina Fitas

Sem comentários:

Enviar um comentário